Desculpa se te chamo de amor...

segunda-feira, 28 de março de 2011

O mundo está ao contrário...e só eu reparei.


Então eu paro, e penso: Isabelle, deve ter algo errado. Alguma coisa fora do lugar. Tudo fora do lugar. São 204 países, 808 ilhas, 9 planetas, um universo e você tá aí, parada, vendo casais passarem na sua frente de mãos dadas, sorrindo um pro outro, ouvindo os comentários das suas amigas sobre seus respectivos namorados e como foi um final de semana maravilhoso enquanto o seu, teve como ponto mais alto adiantar um trabalho da faculdade.
Daí você liga o som, e ouve o Nando Reis cantar que tudo que acontece na vida tem um momento e um destino e isso te tranqüiliza. É, tem sempre um momento e um destino. Então você vai ao shopping e compra quase que um guarda-roupas inteiro. Roupas. Essas que você se mata pra escolher, experimenta várias, pede a opinião da sua mãe e veste. Mas não chama a atenção de ninguém. Perfume, esse que você lutou contra sua rinite só pra poder usar, e ninguém te cheira. Você aí, toda ensaiada e ninguém te assiste. Cheia de mistérios e idéias que ninguém desvenda e ninguém quer saber. Com falas até não poder mais, e ninguém pra te ouvir. Com aproximadamente 10 mil terminações nervosas, e ninguém pra, sequer, pousar a mão na sua perna. Cheia de curvas, e todos passando reto. Porque, Isabelle, tem algo errado.

16 comentários:

  1. Isabelle, então temos algo de errado, esperar cansa não ? Tanta gente ai com seus respectivos amores e eu me vejo só. Isso magoa, me vejo numa monotonia cansativa e que só me afunda nela a cada dia que passa, eu não saio, nem por um instante. É uma rotina miserável e nada de novo acontece, e sinceramente, me passa pela cabeça que vai ser assim pra sempre. Só espero que não.

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu achei esse post tão delicinha, apesar de doidinho (de doído, quis dizer e não doido...rs). A parte das curvas foi a cereja do bolo, ótima sacada!

    Agora falando nos motivos pelos quais isso acontece, eu aposto na idealização (quando não se enxerga ninguém ao redor porque se tem um perfil em mente) ou quando se está doida de amor por um sujeito que, por qualquer motivo, não está com a gente...Esse segundo é bem mais grave.

    As coisas vão melhorar, flor, vão sim.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Isa,

    Para nós que o amor é o centro, frente e verso!

    Adorei o ritmo e uso das palavras!

    Posso te indicar um livro? "Enquanto o Amor não vem" de Iyanla Vanzant. Geralmente tenho preconceitos em relação aos livros ditos de auto-ajuda, mas este é uma grande exceção.

    Beijos e continuemos nossa caminhada...

    ResponderExcluir
  4. Incrivel esse post!!

    Não foi só você que reparou que o mundo está ao contrário.. rs'

    E o mais engraçado é que dizem que tem tempo pra tudo né? Mas parece que alguns tempos não chegam. haha'

    Adorei o post!! *--*

    Simplesmente maravilhoso!!

    BJuu =*

    ResponderExcluir
  5. "Você aí, toda ensaiada e ninguém te assiste. Cheia de mistérios e idéias que ninguém desvenda e ninguém quer saber. Com falas até não poder mais, e ninguém pra te ouvir."

    LINDO.

    Sabe, Isabelle, talvez seja o mundo mesmo que esteja ao contrário, e não você. Ou talvez nenhum dos dois esteja errado e o Nando Reis esteja certo, assim como vocês dois, tudo tem um momento e o destino. A chave é aprender a ter paciência.

    =*

    ResponderExcluir
  6. Nossa amei seu blog, estou te seguindo. Me segue de volta!

    beijos

    ResponderExcluir
  7. O mundo está ao contrário e somente algumas pessoas repararam,essa é a verdade. Entre tantas tragédias, coisas ruins que acontecem atualmente, poucas são as pessoas que realmente fazem algo para mudar a realidade que elas vivem. E isso é complicado em um país com milhões de pessoas. Mas, em todo caso, a nossa parte temos que fazer.

    Particularmente, abri um sorriso de orelha a orelha quando li seu comentário em meu blog. Fiquei super feliz em saber que a senhorita me acha fofo. Ao mesmo tempo, fiquei vermelho né? Mas, acredite: voce conseguiu me fazer sorrir, então a fofa aqui é você. Um grande beijo Isa! Se cuida linda..

    ResponderExcluir
  8. Nossa muito bom seu texto...
    vc ecreve super bem...
    estou seguindo pq gostei muito..

    abraços..

    http://papiando-adoidado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Talvez o que falte seja um pouco de autosuficiencia... Estive ausente - e com saudades de tudo aqui - por praticamente meio ano, mas finalmente estou voltando com o meu blog. Semana que vem já tem coisa nova, espero que você de uma passada por lá. *-*

    by: Ana - caixinha de tudo.

    ResponderExcluir
  10. Amigaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, voltei!

    Onde vc está?

    Bjs e saudades

    ResponderExcluir
  11. por onde andas?

    vc sumiu, minha psicóloga.

    carlo.lagos@hotmail.com

    abçs.

    ResponderExcluir
  12. Que texto gostoso de ler..
    E é uma aflição tão comum, as vezes nos sentimos imperceptíveis, e nem somos de se jogar fora!
    Mas pode ficar tranquila que os olhares certos sempre nos encontra.

    Vim pra ficar!
    bjo,bjo!
    http://camillacris.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Viva e deixe viver. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  15. ja que faz quase um ano que parou de escrever... que tal voltar??

    ResponderExcluir
  16. Vim lhe fazer um convite:

    Tem uma promo rolando no site PortalTudoAqui!

    Você não pode perder essa! Quem ama lingeries não pode deixar de participar. A Absoluta Lingeries mandou uma sacolinha com 5 maravilhosos conjuntos da coleção primavera verão 2012/13, para sortear entre as leitoras. Quer saber como participar? É Super fácil! Acesse e participe!

    http://www.portaltudoaqui.com.br/L_noticias.php?cod_not=2526

    ResponderExcluir